Controle de Processos

Insira seu usuário e senha para acesso ao software jurídico

Previsão do tempo

Hoje - Belo Horizonte, MG

Máx
25ºC
Min
15ºC
Parcialmente Nublado

Segunda-feira - Belo Horizo...

Máx
26ºC
Min
16ºC
Parcialmente Nublado

Sinésio Campos adia prazo de pagamento de dívidas do produtor rural

  O deputado Sinésio Campos (PT) vem apresentando propostas, na forma de requerimentos, em prol da defesa da saúde da população para a prevenção e combate à pandemia da Covid-19, contudo, sem esquecer a crise econômica que se abate sobre o trabalhador e, sobretudo, aos produtores rurais que permaneceram por três meses impossibilitados da comercialização neste período de crise. Uma das propostas aprovadas no plenário da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), em abril deste ano, e acatada pelo Governo do Estado, por meio da presidência da Agência de Fomento do Estado do Amazonas (Afeam), foi a proposta de indicação ao executivo estadual no intuito de prorrogar o prazo para pagamentos das parcelas vencidas do ano 2020, com dilatação de prazo de pagamento para o final do contrato de cada produtor rural, visto que a portaria atual reza um prazo de 180 (cento e oitenta dias) para adimplência de pagamentos. Sinésio Campos justifica que as medidas governamentais são de extrema importância para o Estado, considerando o momento atual que vivemos, ao passo que apoiamos as ações desenvolvidas no combate da atual crise da pandemia de Covid-19, bem como faz-se necessária a defesa do fortalecimento e manutenção do setor de produção rural.  “Diante das condições enfrentadas, o prazo de 180 dias, emanado pelo Governo do Estado do Amazonas, para renegociação de dívidas e pagamentos do produtor rural junto à Afeam, torna-se exíguo, diante das circunstâncias sofridas pelo setor primário amazonense”, ponderou. O parlamentar também ressaltou que em relação à oferta e demanda são de conhecimento público e notório os problemas suportados pelo setor, visto que as medidas de isolamento social sejam de extrema importância para o atual momento. Todavia, a diminuição de expectativa de produção e venda despencou, criando uma situação preocupante para o produtor rural, principalmente aos que trabalham com a agricultura familiar. Desta forma, defende ser dever da Aleam, por meio dos parlamentares, a busca do equilíbrio social entre Estado e setor primário, para evitar a inadimplência do setor, uma vez que mantida tal medida, as parcelas para quitação do ano de 2O20, irão se confrontar com as de 2O21. “Isso certamente teve como efeito o aumento do número de inadimplentes, pela impossibilidade da crise enfrentada este ano. Daí nossa preocupação para evitar o enfraquecimento do setor que já enfrenta muitas adversidades de mercado”, preocupa-se.     Gabinete do Deputado Sinésio Campos (PT) Texto: Assessoria do Deputado Gabinete (92) 3183-4431 Jéssica Trajano (92) 99224-6013 Bergue Nogueira (92) 92 9156-7285 ascomsinesio@gmail.com    
30/06/2020 (00:00)
© 2020 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia
Pressione as teclas CTRL + D para adicionar aos favoritos.